Recuperar Domínio registado por outra pessoa

Por vezes existem situações que acabam por me revoltar de tal forma que me levam a vir escrever neste blog. Este é o meu primeiro post após 2 anos de ausência.

Recentemente fui contactado por um cliente que me solicitou ajuda na recuperação e transferência de um domínio .COM que seria de uma pessoa amiga e tinha sido registado junto da GoDaddy pelo anterior webdesigner que lhe concretizou o site.

Infelizmente o webdesigner não está contactável e estariam a ter alguma dificuldade em encontrar a pessoa em questão para poderem solicitar a transferência do domínio para outro fornecedor. Nada de novo, o que mais acontece são pessoas e empresas neste ramo a desaparecerem de um momento para o outro.

Consultando os dados WHOIS do domínio, verifiquei que apesar do domínio não ter sido registado directamente pela titular junto da GoDaddy, este estava registado desde 15 de Maio de 2008 contendo os dados da mesma listados como Registrant e Administrative Contact. O domínio encontrava-se também bloqueado para transferência (clientTransferProhibited).

Uma vez que os contactos “Administrative Contact” e “Registrant Contact” eram os da titular do domínio, incluíndo o endereço de e-mail que seria posteriormente utilizado para proceder à confirmação da transferência do domínio, contactei então a GoDaddy para solicitar os procedimentos a seguir para que o titular do domínio pudesse requisitar o código EPP e o desbloqueio do domínio, pensando eu que explicando a situação iria obter rapidamente as instruções para efectuar o procedimento.

Note-se que não solicitei o desbloqueio nem a chave de transferência, mas sim os procedimentos para o Administrative/Registrant Contact o solicitasse.

Infelizmente esta situação não aconteceu, uma vez que aparentemente a GoDaddy tenta sobrepor as suas políticas internas às políticas da ICANN.

Segue abaixo o histórico da conversa:

A product expert will be with you soon. Estimated wait time is 8 minutes. Thank you for your patience.
You’re chatting with GD Agent.
Teotonio Ricardo: Hi there
GD Agent: Hello and thank you for contacting Chat. My name is GD Agent. How can I help you today?
Teotonio Ricardo: A friend of mine has a domain registered via GoDaddy by other person who isn’t giving any feedback.
Teotonio Ricardo: My friend contact is listed as Admin Contact for this domain, but she doesn’t have any login at GoDaddy website.
Teotonio Ricardo: How can she request the EPP Code and Domain Unlock?
GD Agent: No, only the name listed as the registrant can do that.
Teotonio Ricardo: She is also listed as registrant
Teotonio Ricardo: Domain Name: DOMINIODACLIENTE.COM
Teotonio Ricardo: Registrant Email: E-MAIL.DA.CLIENTE@SAPO.PT
Teotonio Ricardo: Admin Email: E-MAIL.DA.CLIENTE@SAPO.PT
GD Agent: if you can provide the account number and PIN I can review more.
Teotonio Ricardo: She doesn’t have any Account Number/PIN. She is the owner of the domain, but it was registered by other person at GoDaddy.
GD Agent: registered by a Go Daddy employee or another Go Daddy customer?
Teotonio Ricardo: another Go Daddy customer
GD Agent: ok, can you contact them? I can’t access the account without that info.
GD Agent: Or you can have them contact us.
Teotonio Ricardo: that person is unreachable
GD Agent: I can’t help.
Teotonio Ricardo: Where can the owner of the domain request the domain unlock and EPP Code?
GD Agent: Once the transfer is purchased it will go to that email address you gave me, but without the account number and PIN I’m unable to access the account for further details.
GD Agent: They don’t request that. They need to unlock it themselves.
Teotonio Ricardo: You need to have an e-mail/procedure for this type of situations.
GD Agent: It’s like you are telling me you should have access to a house we are standing in front of… but we can’t get in because you don’t have the key.
Teotonio Ricardo: I’m not asking you the EPP Code. I’m asking you how can the “Administrative Contact/Registrant Contact” request you the unlock of the domain and the EPP Code. You can provide us an e-mail so the owner of the domain will contacting you from their listed e-mail address “e-mail.da.cliente@sapo.pt” and request this to be done or how can she get access to an area where she can do that.
GD Agent: The owner needs to access the account in order to do any of that.
Teotonio Ricardo: “Domain name is in “Lock” status (Registrars must provide a readily accessible and reasonable means for name holders to remove the lock status. Contact your registrar for assistance.)”
GD Agent: Meaning the person who’s account its in.
GD Agent: Technically, if its in another account they don’t own it. All the other account would have to do is change the contact info.
Teotonio Ricardo: What defines the owner of the domain? The Administrative/Registrant Contact of the domain listed in the WHOIS, or the GoDaddy customer who has its domain in the backoffice?
Teotonio Ricardo: I don’t think the policies of ICANN states what you are trying to tell me.
GD Agent: if the name on the registrant is the person who does not own that account, is the registrant. However, since its not her Go Daddy account, she can’t access the account. Which means we can’t.
GD Agent: She would need the Go Daddy account owner give you that info, or start the process themselves.
Teotonio Ricardo: If she sign-up for an account at GoDaddy, would it be possible for her to have the domain moved to his account?
GD Agent: Yes, but that would also require the other account owner to go into their account and set them up as an admin, as well as create a folder for the domain name she wanted them to have access to.
Teotonio Ricardo: https://www.icann.org/resources/pages/policy-2012-03-07-en
Teotonio Ricardo: Isn’t “Registered Name Holder” of that domain Ms. Nome da Cliente (e-mail.da.cliente@sapo.pt)?
GD Agent: Yes, that is correct
GD Agent: But that doesn’t change the fact that it’s not in her account.
Teotonio Ricardo: “Registrars must provide the Registered Name Holder with the unique “AuthInfo” code within five (5) calendar days of the Registered Name Holder’s initial request if the Registrar does not provide facilities for the Registered Name Holder to generate and manage their own unique “AuthInfo” code.”
GD Agent: Correct.
Teotonio Ricardo: “Domain name in Registrar Lock Status, unless the Registered Name Holder is provided with the reasonable opportunity and ability to unlock the domain name prior to the Transfer Request.”
GD Agent: And in order to issue the Authorization code, I need to enter that account, go into the domains manager, select the domain, and then email the code.
GD Agent: At the end of the day, her domain is in another parties account that we can’t access.
GD Agent: This is just one of several reasons to never place a domain you own in another account you don’t have access to.
GD Agent: I’ve seen web designers steal domains this way.
Teotonio Ricardo: So you are telling me GoDaddy doesn’t comply with ICANN policies?
GD Agent: Not saying that your person is that kind of person. Just saying that it’s a bad set up all together.
GD Agent: Yes, we do comply with ICANN, we just don’t let non account owners into accounts that are not their own.
GD Agent: I can’t comply with ICANN until you allow me to.
Teotonio Ricardo: It doesn’t matter if the domain is at other GoDaddy Customer account, if the WHOIS info lists “Nome da Cliente” as Admin/Registrant contact and she requests you the EPP Code, you need to provide it. Also for the unlock.
Teotonio Ricardo: You just need me to provide the procedure GoDaddy has for this type of situations. I’m sure isn’t the first time it happens…
Teotonio Ricardo: It’s like i have a car registered within my name, but you have a customer that rent you a garage and doesn’t allow me to get my car…
GD Agent: BINGO!
GD Agent: that;s exactly it.
GD Agent: you need them to open the garage to get your car back.
GD Agent: unless you have the key.
Teotonio Ricardo: Or i can get the police to open the garage…
GD Agent: If you are threatening legal action I have to direct you to the legal page of our website. I’m trying to assist you, but without the information I’m requesting I can’t access the account. It makes no sense to argue about ICANN because it doesn’t change this scenario.
GD Agent: step one: access account.
GD Agent: Actually, you don’t even need me for this. If you can enter the account you can email yourself the code.
Teotonio Ricardo: I’m not threatening you… the domain isn’t mine. I’m asking you for the procedure to share you my friend. If you don’t have a procedure for this type of situations, i can only tell him to report the situation to ICANN and fill a legal action to solve the problem and get the domain back.
GD Agent: If its your friend, you need to call them and get their account number and PIN.
GD Agent: when I want a friend to use my car, I have to give them the keys.
Teotonio Ricardo: My friend is Nome da Cliente, not the GoDaddy Customer who is retaining my friends domain.
GD Agent: then you need to contact that account owner.
GD Agent: they get to retain it until you get the information.
Teotonio Ricardo: I don’t know why GoDaddy acts like this. I have recovered several domains with other Registrars without having to pass by this… It’s sad GoDaddy doesn’t comply with ICANN policies.
Teotonio Ricardo: You should have an e-mail where Registrants/Administrative contacts would be able to contact you and request this changes.
GD Agent: We have a responsbility to secure the accounts of our customers. I wouldn’t let someone into your account without the proper info.
GD Agent: the request has to come from the account where the domain is. We do have a process.
GD Agent: Is there anything else I can assist with today?
GD Agent: Let me put it to you this way…
GD Agent: no, the car analogy is still better.
GD Agent: Are you still there?
Teotonio Ricardo: Yes, i’m
GD Agent: Is there anything else I can assist with today?
Teotonio Ricardo: Is there any procedure/e-mail where the Registrant/Admin Contact can reach GoDaddy and request the information she needs to transfer the domain?
GD Agent: Yes, this can be done 2 ways.
GD Agent: First, log into the account with the domain and under domain settings, you will see a link at the bottom of the page to email the EPP/Authorization code.
GD Agent: Or, you can call us and provide us the login credentials for the same account and we can send the email.
GD Agent: Either way, you need the customer # and PIN for the account that the domain is in.
Teotonio Ricardo: That doesn’t satisfies my answer. I will contact ICANN and clarify this situation.
GD Agent: I know, but I can’t change my answer just to meet your needs.
Teotonio Ricardo: Please, don’t take it personal. Its not my domain, just want to help a friend and don’t think GoDaddy is following the policies that needs to comply.
GD Agent: fair enough.
GD Agent: I’ve been here several years, gave up taking things personally a long time ago.
GD Agent: lol
Teotonio Ricardo: Nice to talk with you. Have a nice day 🙂
GD Agent: you too.
GD Agent: Thank you for contacting support and have a great day.
GD Agent: Thank you for using Live Chat. To help us serve you better, please take a moment to complete a short survey. It will display as you close the chat by clicking the chat bubble at the top right of the screen.

Ao contrário do que era esperado, foi-me indicado que era impossível o titular (Administrative Contact) solicitar o EPP Code e o desbloqueio da transferência. Apenas era possível obter esta informação com os dados da pessoa que tinha registado o domínio na GoDaddy, ou seja, o webdesigner desaparecido.

Durante esta conversa confrontei a GoDaddy com as políticas definidas pela ICANN, onde consegui de certa forma confirmar que realmente o Registered Name Holder era o titular legal do domínio, que neste caso seria a cliente.

O que esperava era que me indicassem um e-mail ou formulário onde o titular do domínio pudesse confirmar a sua autenticidade, enviando por exemplo um e-mail através do endereço associado ao contacto administrativo, uma cópia do seu BI/Cartão de Cidadão/Passaporte onde constasse o seu nome, uma cópia do Cartão da Empresa ou ainda um documento/fatura onde constasse a morada presente também no WHOIS.

Desta forma seria possível à GoDaddy autenticar o pedido e confirmar que realmente se tratava da pessoa titular do domínio.

Uma vez que aparentemente a GoDaddy não tinha nenhum procedimento para este tipo de situações, contactei a ICANN para comunicar o sucedido e confirmar se realmente a GoDaddy teria legitimidade no que me informou, assumindo que poderia ser eu quem estava enganado e a interpretar incorrectamente as políticas da ICANN.

Poucos dias depois de submeter este “report” junto da ICANN, recebi um e-mail com todos os detalhes, onde me era informado que o mesmo tinha sido redireccionado para a Registrar e que a mesma deveria responder a este assunto dentro de 5 dias.

Segue abaixo o relatório e a resposta da ICANN recebida por e-mail:

Dear Teotónio Ricardo,

Thank you for submitting a Transfer complaint concerning the domain name DOMINIODACLIENTE.COM. Your report has been entered into ICANN’s database. For reference your ticket ID is: XXX-016-XXXXX.

A 1st Notice will be sent to the registrar, and the registrar will have 5 business days to respond.

For more information about ICANN’s process and approach, please visit http://www.icann.org/en/resources/compliance/approach-processes .

Sincerely,

ICANN Contractual Compliance

############################################

The problem summary

Reporter Name: Teotónio Ricardo
Reporter Email: xx@xxxxxxxx.pt
Reporter Telephone Number: 351xxxxxxxxxx
Domain being reported: DOMiNIODACLIENTE.COM
Time of submission/processing: Fri Apr 24 19:13:00 2015
Applicable option: Registrar does not allow to transfer domain name

The reason why the transfer of domain name was not successful: The domain name is locked and the registrar did not update the status and did not provide me with means to update it.

Action performed regarding the authorization code (auth-code): I asked the registrar to provide me the auth-code, but it was not sent within the 5 days following my request.

Action performed regarding the lock status: I asked the registrar to unlock it, but the domain was not unlocked nor did I receive means to unlock it myself.

Comments: Dear ICANN,

I’m contacting you regarding a domain owned by a friend. This friend asked another person to register a domain, and that person registered it via GoDaddy.

It was originally registered in 2008 and at this moment this friend wants to transfer the domain to another Registrar and have total control of the domain.

Unfortunately, that person who registered the domain with GoDaddy isn’t reachable, which is making this process a nightmare for my friend.

My friend is although listed as Registrant, Admin and Tech contact with all his details listed in the WHOIS (Full Name, Address and E-mail Address).

Reading ICANN policies, i understand that the legal owner of the domain (Registered Name Holder) is the one who is also listed as Registrant Contact in the WHOIS database, and that Registrars should provide a way for the Registrant to unlock the domain and retrieve the EPP Code or provide that information/unlock the domain within 5 calendar days.

I’m not sure if i’m understanding the policies correctly, but please let me know if thats not the case.

In order to obtain the procedures to request the EPP Code and the Domain Unlocked with GoDaddy, i reached them via their Chat.

Unfortunately the information i got is that only the GoDaddy Customer who have the domain in his Control Panel can have that done and they can’t provide this information to the Admin/Registrant Contact without the Customer Number and PIN of the person who registered the domain with GoDaddy.

I would like to know if this is right and confirm if it doesn’t consist in a breach of the ICANN Policies.

Please be aware that GoDaddy didn’t asked for any Identification Proof to validate any Admin/Registrant Detail and only told us that the procedure wasn’t possible without the Customer Number and PIN of the GoDaddy Customer who is unknown by the domain name owner.

Would like to know if this GoDaddy Policie is compatible with the ICANN Policies for domain transfers.

Thanks

The whois at the time of processing is:

REGISTRAR WHOIS:
[Dados WHOIS do Domínio fornecidos pela Registrar]

REGISTRY WHOIS:

[Dados WHOIS do Domínio fornecidos pela Registrar]

############################################

Dois dias depois, recebo a resposta da GoDaddy relativamente a este assunto, onde me é dito que afinal existe um procedimento para este tipo de situações, algo que teria sido negado e ocultado no primeiro contacto estabelecido com a Registrar em questão.

Segue abaixo a resposta:

Dear Teotónio Ricardo,

ICANN has made us aware of the Transfer complaint you submitted on the registrant’s behalf regarding DOMINIODACLIENTE.COM.

Please be aware that GoDaddy does indeed have a process in place for registrants to gain access to domains in those circumstances when they may not have account access.

The registrant may submit a claim and upload the requested documentation at:

https://supportcenter.secureserver.net/ChangeRequest/Index

Once submitted the Change Department will reply and let the registrant know if anything additional may be needed.

Kindest regards,

Karen G.

Domain Services

É lamentável que uma Registrar como a GoDaddy não forneça de imediato os procedimentos correctos, tentando encobrir os mesmos e só os divulgando quando realmente é reportada a situação junto da ICANN.

Neste caso, uma vez que lido com várias situações semelhantes, tenho conhecimento de algumas das políticas da ICANN que ajudam a ultrapassar este tipo de situações, no entanto acredito seriamente que existem muitos titulares de domínios que não os conseguem resgatar devido a este tipo de ocultação de informações/procedimentos.

Espero que esta experiência ajude algumas pessoas a compreender a importância de manterem sempre os seus domínios na sua posse e os dados de WHOIS actualizados.

No ultimo ano foram mais de 50 os domínios que consegui recuperar para os seus reais titulares, no entanto, foram também vários os domínios para os quais não existia qualquer tipo de acesso ou dados que comprovassem a titularidade do domínio, impedindo a transferência dos mesmos.

Acredito que milhares de empresas são anualmente lesadas com este tipo de situações, uma vez que os seus domínios são utilizados em flyers, ilustração de montras e frota de automóveis, etc.

Ao perderem os seus domínios, mesmo que temporariamente, deixam também de conseguir receber as comunicações dos seus clientes, fornecedores e parceiros. Facilmente uma situação simples pode levar a perdas incalculáveis de dinheiro.

Foram também várias as empresas/freelancers que desapareceram e deixaram os seus clientes sem serviços e sem possibilidade de recuperarem os seus domínios. Muitos destes clientes só se aperceberam desta situação quando os seus sites deixaram de funcionar ou até mesmo quando os seus clientes indicam que não os conseguem contactar.

Se é titular de um domínio, é bastante importante assegurar-se que independentemente de qualquer situação que possa ocorrer, o seu domínio pode ser sempre recuperado.

Para aqueles que possam chegar a este post devido a estarem numa situação semelhante, saibam que poderá existir uma forma de recuperar os seus domínios. Na WebTuga, fornecedor de alojamento web onde colaboro, vamos sempre muito para além daquilo que nos compete para ajudar os nossos clientes na recuperação dos seus sites e domínios, pelo que não perde nada em contactar-nos.

Política de Segurança nas Empresas

Todos os dias a crise faz com que aprendámos novas lições de vida, principalmente no mundo empresarial. Algumas histórias já são antigas e recorrentes, outras são novas e surpreendentes.

Hoje em dia as empresas necessitam de implementar tecnologia e automatizar os processos, no entanto estas situações passam ainda muito ao lado para algumas pessoas/empresários.

É assustador o número de empresas que guarda informações e dados sensíveis nos postos de trabalho (informações de clientes, bases de dados, software de facturação), mas que não tem uma política de segurança definida para protecção dos dados do olho alheio e também para protecção no caso de desastre.

Toda a gente sabe a importância de manter software actualizado, utilizar passwords seguras e diversificadas para cada site/serviço ou efectuar backups dos dados e encriptar os mesmos, mas poucas são as pessoas que o fazem diariamente apesar de existirem a cada dia, mais ferramentas que o possibilitam fazer de forma automática.

Infelizmente as pessoas continuam a ignorar os factos e a acreditar que algumas situações apenas ocorrem aos outros, mas por vezes é melhor prevenir do que remediar.

Como muitos de vocês sabem, trabalho numa empresa de soluções web e onde verifico situações por vezes inacreditáveis, mas que começam a ser cada vez mais habituais.

Todos nós conhecemos o amigo do primo do vizinho que até sacou o Frontpage por curiosidade e agora é Webmaster e percebe bué de computadores. Infelizmente, devido à crise, as empresas recorrem inicialmente a esta solução normalmente mais barata para desenvolverem o seu site, até porque o amigo do primo do vizinho por vezes até fica satisfeito com uma bejeca e uma sandes.

O problema é que a empresa não está para se chatear, e o tal amigo, indíviduo ao qual eu normalmente chamo de “trolha-informático”, é que normalmente fica responsável por comprar o alojamento e o domínio do site. A questão é que o “trolha-informatico”, lá faz o site e subscreve o serviço com os seus dados, registando o domínio em seu nome em vez de o fazer no nome da empresa.

Muitas das vezes o site, de tão feio e mau desenvolvido que é, passa uma imagem desleixada da empresa. No entanto a questão aqui é que passado uns meses, o “trolha-informático” desaparece do mapa, vai viver para outra cidade, muda de contacto, está a cumprir serviço militar, etc… Entretando, chega a data de renovação do serviço de alojamento, e não está cá ninguém para o renovar. O “trolha-informático” esqueceu-se, está indisponível ou não se quer chatear e a empresa não tem conhecimento pois não é ela a subscritora do serviço junto do fornecedor do serviço.

Entretanto, também a empresa deixa passar a situação ao lado… e só alguns dias depois é que nota que não tem e-mail e o seu site está offline, tendo também provavelmente perdido negócios e contactos de possíveis clientes devido a não ter a sua conta de e-mail a funcionar.

Uma vez que os serviços não estão em seu nome, começa agora uma longa história para poder recuperar o acesso ao mesmo e reclamar a titularidade do serviço. Tendo em conta estes acontecimentos, provavelmente a empresa já perdeu mais do que aquilo que poupou inicialmente por não ter feito as coisas com rigor.

Mas passemos a outra situação…

Tem actualmente na sua empresa, uma pessoa que será despedida por algum motivo específico ou por motivos de cortes na despeza (crise). Esta situação será negativa para o empregado em questão e este não irá ficar contente. Curiosamente, este seu empregado tem acesso a muitos dados dentro da empresa, inclusive é este quem gere o serviço de alojamento subscrito no fornecedor.

Descontente com o seu despedimento, o seu empregado decide alterar todas as passwords de acesso aos e-mails e desactivar o seu site. Enquanto que resolve a situação, vão passar várias horas e irá perder não só contactos como tempo na resolução deste problema.

Por este motivo, recomendamos que exista sempre uma lista com os acessos especificos a que cada pessoa dentro da empresa tenha, de forma a que os mesmos possam ser revogados assim que esta já não fizer parte da empresa.

E hoje já não escrevo mais, pois tenho sono… se tiver dito besteira, coloquem nos comentários para corrigir depois.

shutdown -h now

Facebook killed the blog star

Pois é, pelos vistos a Internet está cada vez mais a centrar-se nas redes sociais e os blogs e fóruns de discussão estão a ficar desertos.

Até eu me tinha esquecido que tinha um blog… Mas pronto, como sei que tenho muitos fãs, vou começar a participar mais activamente no meu blog e deixar aqui algumas postadas de bacalhau. Nem que seja só para fazer spam.

Já agora, ainda exista vida desse lado? Alguém visita isto? Se sim, deixem um comentário… não vá eu andar aqui a escrever só para gastar teclado. E já agora, cliquem só aqui porque sim.

cenourinha @ Blip.fm

Uma das redes sociais que mais tenho utilizado é sem dúvida o Twitter, no entanto o Twitter pode ser completado com ínumeras web apps disponíveis que utilizam a sua API, como é o caso do Blip.fm.

O Blip.fm é uma espécie de motor de busca de música que permite encontrar nova música através do motor, mas também através de outras pessoas.

Cada membro do Blip.fm é uma espécie de DJ, onde passa a sua música favorita e têm os seus próprios ouvintes. Poderá “blipar” músicas de outros membros e até agradecer a música.

O Blip integra-se perfeitamente com o Twitter, na medida em que sempre que adiciona uma música à sua playlist do Blip.fm, é enviada uma notificação a todos os seus seguidores do twitter informando qual a música que está a ouvir actualmente.

Para além disso, o Blip é uma optima ferramenta para descobrir novas músicas e novas pessoas com os mesmos gostos músicais que os seus.

[Quote] Bertrand Serlet

Durante a WWDC 2006, Bertrand Serlet comparou as semelhanças existentes nas novas funcionalidades do Windows Vista, com aquelas que já existiam em versões anteriores do MacOSx.

Desde então, esta frase tem sido relembrada por mim em alguns momentos. Como não várias vezes a necessito de utilizar, aqui fica a citação:

If you can’t innovate, i guess you just imitate. But it’s never quite as good as the original.
(Bertrand Serlet)

Microsoft Customer Support

Thank you for the information I have forward this to the help desk I hope to hear from them shortly.

I will update you once I receive a reply.

Many Thanks and Kind Regards

Please note that the support desk are looking into your issue and the below is what they have replied with today.

We further investigated the case and found that this issue requires L3 intervention. We are now escalating this issue to our L3 support team. You will hear from us based on the analysis and investigation from Line 3.

I will keep you updated on their progress.

Many Thanks and Kind Regards

Please note that your request has been escalated to Tier 1 support for assistance.

I will update you once I receive any further communication from them.

Many Thanks and Kind Regards

Please note that we are currently working on your request and are in contact with our support team in regards to this issue.

I will be responsible for resolving this for you and providing you with regular updates until this is resolved. I will be in communication with you via email within the next 3 days.

E andamos nisto à quase um mês… este já é praí a 5ª pessoa que pega no “ticket” e deixa uma mensagem semelhante… e tudo isto para activar uma licença 😉

Até compreendo que o suporte dos serviços gratuitos não seja o melhor, mas isto é um serviço profissional e pago!

Oh god… i fucking love Linux…

1 de Fevereiro de 2010

  • [00:00 > 08:15] – Ver Lost enquanto aturo tolos;
  • [8:15 > 10:30] – Dormir
  • [10:30 > 11:30] – Telefonar para a PT porque me cortaram a linha
  • [11:30 > 12:30] – Banho e pintelhices… (sim, sou pior que algumas gajas e daí?)
  • [12:30 > 13:00] – Fritar bifes, rissois e mais alguma coisa que caiba no tacho;
  • [13:00 > 15:30] – Esperar pelo técnico da PT que vem desactivar o serviço MEO e activar o serviço SAPO;
  • [15:30 > 15:50] – Depois do conas do técnico ter demorado uma hora a andar 10kms… tive que o aturar uns minutos;
  • [15:50 > 16:05] – Arrancar a toda a força para Barcelos e arranjar estacionamento lá para um compromisso às 16h… A prof que espere 😐
  • [16:05 > 17:00] – Matemática: Progressões geométricas, aritmética e programação linear… (yeah, i know… again…)
  • [17:00 > 17:20] – Viagem de voltar desde o Fim do Mundo (Barcelos) até à minha aldeiazeca Cú de Judas (Aborim);
  • [17:20 > 17:30] – O con*s do técnico deixou o router por configurar, tentei configura-lo até descobrir que os dados de acesso não davam pois o serviço não estava activo;
  • [17:30 > 18:30] – Chamadas atrás de chamadas para a PT até que me disseram que o serviço ia demorar 10 dias a ficar activo;
  • [18:30 > 20:30] – Viagem até à casa do Louro para lhe cravar a Pen 3G da Vodafone…
  • [20:30 > 23:00] – Tentar meter a pen a funcionar numa das máquinas cá em casa, sem ter acesso à net para sacar drivers para macOSx ou Ubuntu (o Windows só está a dar por modo de segurança, que não me permite instalar as drivers).
  • [23:00 > 00:00] – Consegui ter acesso à net com a Pen 3G da Vodafone utilizando uma versão antiga do Ubuntu live cd e depois saquei as drivers para macOSx e aqui tou eu a escrever este post…

Ora bem, aqui está um resumo da merda do dia de hoje… mas vou aprofundar mais um pouco. Portanto, há umas semanas atrás decidi mudar do serviço meo para o Sapo adsl, uma vez que não uso o serviço de TV e tou a pagar 69€/mensalidade (mês dezembro), um absurdo para o que preciso.

Pedi portanto a activação do serviço SAPO e ficaram de vir cá duas equipas da PT, uma para desinstalar o serviço meo e uma outra para instalar o serviço SAPO Adsl. Telefonaram-me a avisar que hoje viria um técnico instalar o serviço SAPO às 14h, apesar de não me terem informado que este mesmo técnico iria desinstalar o serviço MEO e que a linha seria cortada na madrugada de hoje.

Bem, o técnico até telefonou às 13horas a dizer que estava a sair de Barcelos e que vinha já para cá (optimo pensei eu, já que as 16horas tinha compromissos) … mas só cá apareceu às 15:30…

Após chegar, nem sabia o que estava cá instalado… e disse-me que o que ia instalar era um novo número de telefone… ao qual eu lhe disse que mais valia estar quieto que eu não estava interessado em mudança de número.

O sujeito disse que ia à carrinha e quando dou por ela não vejo carrinha em lado nenhum, portanto à minha hora pus-me na alheta e deixei cá uma pessoa para o ajudar caso fosse preciso…

Espanto meu quando chego a casa e vejo o router da d-link empacotado e apenas me colocou o telefone a funcionar. Mas, como eu até percebo umas coisitas de informática (Yaps, eu sou “o gajo da informática“) lá liguei o portátil ao router e comecei a configurar o dito cujo… acedi à pagina de configuração, coloquei os dados da conta do serviço (Sim, quando mudei de sapo para meo, apenas foram incrementados alguns dígitos ao username… mas da meo para SAPO, precisaram de me criar uma nova conta…) e qual o meu espanto quando na página de configuração do sapo, onde me pedem o username, password, número de telefone do serviço e número de contribuinte da pessoa em que o serviço está registado, não consigo confirmar os dados.

Tentei várias vezes, até que telefonei para o apoio técnico… após ouvir meia hora daquelas músicas de shasha que eles para lá metem, atenderam-me… expliquei a situação, bla bla… mandaram-me para outro número, no outro número a chamada caiu, liguei de novo, mais uns minutos a ouvir música. 3, 4, 5 vezes explicada a situação, até que uma sujeita me diz que o serviço demora 10 dias a ficar activo… What tha fuck????

Mas anda tudo maluco? Anda tudo a usar a seringa do cigano em excesso? Será que ainda são as doses de alcool do Natal a correr-lhes pelas veias?

Expliquem-me como é que para fazer a migração do serviço SAPO > MEO foi um processo tão simples e a linha só foi desligada por eles enquanto estiveram aqui a activar o serviço e agora para fazer o inverso me têm de:

  • Mandar duas equipas (apesar de só ter vindo um gajo à mesma);
  • Mudar de número (apesar de eu não o permitir e ter ficado com o mesmo número);
  • Terem-me deixado o serviço de instalação a meio… só colocaram o telefone sem-fios no sitio;
  • Demorar 10 dias para activar o serviço…

Muito bem, mais umas chamadas a telefonar para a PT, a reclamar… passei por mais uns 3 ou 4 agentes que ouviram umas quantas caralhadas provavelmente sem culpa nenhuma e finalmente alguém me abre um processo para enviarem cá um técnico instalar e activar o serviço o mais rápido possível (hoje, mais tardar amanhã).

Pelos vistos hoje já não é. Espero que amanhã enviem cá alguém que me meta o serviço a funcionar a 100% ou então na quarta meto o material todo fora da porta e telefono-lhes a cancelar todos os serviços com a PT.

E agora meus senhores, vou ler uns milhares de mails e alcatroar os pulmões que a minha vida não é isto…

2010 – to do list

Aqui fica uma lista de coisas a fazer durante 2010, já que 2009 é pa esquecer…

  • Controlar os horários de dormir
  • Praticar exercício físico
  • Estudar
  • Aprender a organizar-me e gerir o tempo
  • Aprender a cozinhar alguns pratos…
  • Comprar um réptil
  • Tirar mais tempo para mim
  • Entrar na Univ
  • Ir morar para Coimbra
  • Bring WebTuga to the next level

Edited:

  • Deixar de usar o msn
  • Engordar
  • Fazer 20 anos (convém)

Ainda falta aqui alguma coisa, mas depois vou adicionando 🙂

Declaração

Antes de te conhecer, a minha vida era uma confusão. Andava sempre atarefado de um lado para o outro sem tempo para mim próprio… não tinha tempo nem para me alimentar em condições.

Mas agora que te conheci a minha vida melhorou, já tenho mais tempo para mim e estou feliz porque consigo ter tempo para ti e para as outras coisas…. por isso tenho a dizer.

Amo-te Kayako!

(dedicatória do cenourinha ao sistema de gestão de tickets do webtuga)

Twitter – Uma nova forma de viver…

Estou registado no Twitter desde 2007, altura em que este começou a tornar-se moda. Muitos dizem que o Twitter é a versão 2.0 do IRC e por um lado penso que de facto isso é verdade.

O IRC sempre foi utilizado para trocar ideias, tirar dúvidas e colaborar em grupo e realmente é essa a filosofia actual do Twitter. No entanto o Twitter conseguiu chegar mais longe e trazer empresas de renome, personalidades famosas e pessoas de todos os locais do mundo a esta grande rede.

Para além disso, o Twitter é uma excelente ferramenta de marketing, mais concretamente uma ferramenta de social marketing, onde as empresas podem chegar mais próximo dos seus clientes finais, como é o caso da Dell, que inclusive tem promoções exclusivas nos seus produtos para utilizadores do Twitter, o SAPO que actualiza diariamente o seu perfil com novidades dentro dos seus serviços e até mesmo eu a uso no WebTuga Hosting para lançar promoções e manter todos os meus clientes informados acerca das novidades da empresa e respectiva infra-estrutura.

O Twitter pode ser utilizado como uma ferramenta de colaboração, onde rapidamente podemos obter respostas para as nossas questões através dos nossos seguidores. Por exemplo perguntar como está o tempo em determinada localização, obter informações sobre uma determinada aplicação/software, obter feedback acerca de uma empresa, entre outros.

É também possível encontrar facilmente pessoas com os mesmos gostos e partilhar experiências. Quebrar a barreira entre as celebridades e a população em geral.

De que forma o twitter mudou a tua maneira de viver? Ah… já agora, eu sou o @cenourinha.